Vestibular
  •  
  • Flickr
  • WhatsApp
  • linkedin
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube

 

 

Vestibulares - Inscrições

Fique por dentro

fique por dentro - Institucional

Campo Limpo Paulista 11/10/2018

Mesa redonda sobre prevenção ao suicídio lota anfiteatro

Alunos de diversos cursos prestigiaram a 1ª Mesa Redonda da Unifaccamp; eles acompanharam palestras sobre a prevenção ao suicídio e saúde mental, e puderam tirar dúvidas com os palestrantes

Professores, coordenadores e alunos prestigiaram o evento, que lotou o anfiteatro e promoveu um importante debate

A Unifaccamp organizou a “I Mesa Redonda da Unifaccamp: Saúde Mental e Prevenção ao Suicídio”, na terça-feira (02), reunindo centenas de alunos de diversos cursos da Instituição.

João Carlos Marchiori de Claudio, enfermeiro, abordou o tema “A academia e o suicídio, o que sabemos atualmente?"; Maria Bernadete Amaral Carneiro, formada em Ciências Contábeis, atua há 15 anos como voluntária no Centro de Valorização da Vida (CVV) de Jundiaí e hoje é coordenadora, e Mônica Quirino, formada em Direito e coordenadora Regional SP do CVV Comunidade, falaram sobre “Valorizando a vida - Prevenindo o suicídio”; Rodrigo Lemes, especialista em Urgência e Emergência, palestrou sobre “Estigmas e paradigmas frente à Saúde Mental. Um novo olhar”. Além deles, a psicopedagoga Any Lilian M. Barcellos e a psicóloga Fernanda Ferracini participaram da mesa redonda.

O enfermeiro João Marchiori,mestrando em Enfermagem, iniciou as apresentações com foco na exposição de estatísticas alarmantes aos índices de suicídio, fazendo com que os presentes compreendessem o conceito da campanha Setembro Amarelo, trazendo sugestões de apoio e suporte estatais existentes e até dicas de atuação comportamental para profissionais da área de Enfermagem ou indivíduos da sociedade em geral no suporte a pessoa com indícios ou ações tendenciosas ao suicídio.

Mônica e Bernadete, representantes do Centro de Valorização a Vida, trouxeram à tona a importância de um ouvido amigo, sem questionamentos e julgamentos, além de explicarem o trabalho voluntário desenvolvido por essa fundação.

Any Lilian Barcellos respondendo aos alunos ”
Mesa Redonda foi sucesso de público

Rodrigo, que atuou no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS III), contou suas experiências profissionais e de como ainda existem tabus e paradigmas a serem quebrados quando o assunto é saúde mental.

As professoras de Psicologia da Unifaccamp trouxeram reflexões sobre o tema e instruíram os profissionais da área a se policiarem para que não ocorra a banalização do sentimento humano e da condição de sofrimento desse indivíduo, ressaltando a necessidade de trabalho em conjunto da parte pública, profissional e social para que esses índices diminuam com o tempo.

Os alunos da Unifaccamp também participaram com questões envolvendo a influência da mídia, a importância da atuação profissional ética e como ajudar em situações de risco.

Segundo a coordenadora do curso de Química, Julia Rabello, esse foi o primeiro passo para ajudar as pessoas a entenderem a importância de ouvir e ajudar. “Foi o primeiro passo de um longo caminho em que todas as áreas podem contribuir. Esse primeiro passo mostrou ainda um viés para maiores projetos e que a condição de ouvinte amigo deve ser incentivada tendo consciência de que simples e pequenas atitudes podem salvar vidas”

“Culturalmente o tema "suicídio" sempre foi um tabu. Muitas vezes não noticiado, comentado, discutido. E ainda existem aqueles que acreditam que quando é falado acaba sendo uma forma de "indução". O que não é verdade. Nós precisamos sim falar sobre isso. Hoje o suicídio é um problema gravíssimo de saúde pública, visto que qualquer ato de violência interpessoal e auto-provocada são de notificações compulsórias. Ver o anfiteatro repleto de alunos, professores e visitantes para ouvir sobre um tema tão relevante nos dias de hoje me deixou extremamente feliz. Isso nos mostra que não é apenas uma data vinculada a um objetivo único, mas que essa questão deve ser pensada e falada diariamente!”, comentou a professora Lydiane Aline Pereira de Oliveira, enfermeira Docente Especialista em Enfermagem Psiquiátrica, uma das idealizadoras da Mesa Redonda.

A professora Jaqueline Massagardi Mendes levou seus alunos para o anfiteatro e falou da importância de falar sobre o suicídio. “Foi perguntado à plateia: quantos de vocês conhecem direta ou indiretamente uma história de suicídio? Preciso dizer que cerca de 80% do público ergueu suas mãos. Esse dado isolado já parecia suficiente. É preciso falar sobre suicídio e tem que ser agora. Nós, das Licenciaturas, acabamos levando nossos alunos porque eles serão professores e, portanto, formadores de opinião e, quase sempre a referência de seus alunos. Precisamos de professores assim, mais humanizados, que se importam com seus alunos, com empatia, que olhem para dentro das almas.”

Brindes para os alunos e convidados da palestra
Psicóloga Fernanda Ferracini da Unifaccamp

Texto: Giovana Garcia - RA:25479
Foto: Giovana Garcia - RA:25479