Vestibular
  •  
  • Flickr
  • WhatsApp
  • linkedin
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube

Centro Universitário Campo Limpo Paulista

 

 

Fique por dentro

fique por dentro - Música

Campo Limpo Paulista 03/07/2020

Alunos de Música têm formatura on-line

Curso ocorre por meio da parceria entre o Centro Universitário e a Fundação Sopro Novo Yamaha, e pode ser realizado por discentes da Unifaccamp e toda a comunidade

Ação Sopro Novo Solidário em dezembro de 2019 no Lar Feliz (lar de idosos em Campo Limpo Paulista)

Através de uma parceria com a Fundação Sopro Novo Yamaha, a Unifaccamp tem realizado os cursos de Iniciação Musical através da flauta doce em suas dependências.

Com isso, os benefícios são muitos, tanto para a formação dos alunos do curso de Licenciatura em Música, quanto de alunos egressos da IES e professores da rede de educação básica da região que têm feito o curso.

Vinicius Soares, aluno da turma de 2018 conta sobre seu aprendizado. “No final do curso, pude perceber uma melhora gigantesca na minha leitura de partitura, além de estar muito confiante no processo de musicalizar e no ensino de flauta doce.”

O programa Sopro Novo Yamaha foi idealizado originalmente pela professora e flautista doce Cristal Velloso, que é também a Diretora Pedagógica e Artística da Fundação Sopro Novo Yamaha.

No Centro Universitário, a professora de Licenciatura em Música, Monique Traverzim, é responsável por ministrar as aulas do curso “Aprendendo a Ler Música”, que tem duração de 5 meses.Com ele, os alunos têm um primeiro contato com a partitura musical, a flauta doce soprano, e ao longo do tempo, vivenciam um processo de iniciação musical passando pelas flautas doces: contralto, tenor e baixo. Além das aulas, os estudantes têm 3 seminários com professores da Academia Sopro Novo “Aprendendo a Ler Música, Flauta Contralto e Prática de Conjunto”.

“O curso sopro novo Yamaha, superou minhas expectativas, pois além de aprender a flauta doce, tive a oportunidade de aperfeiçoar conhecimentos relacionados à musicalização infantil e seus inúmeros benefícios para a educação”, afirma Roseli Aparecida Manzano de Melo.

A última turma se formaria em março de 2020, mas a pandemia do Covid-19 fez com que a formatura fosse adiada. O evento teria muita música cantada, tocada na flauta doce, com percussão corporal, improvisação dos sons da chuva e da estação de trem, além de dança e participação do público, afinal, o grupo de alunos pretendia que o público pudesse vivenciar algumas práticas de educação musical.

Edjane Pessin Anunciação Santos fala sobre sua experiência no curso. “Não tivemos formatura por conta da Pandemia, mas gravamos um vídeo com uma das músicas do repertório, foi um grande desafio”.

Os meses foram passando com todos em casa e os estudantes foram convidados a gravar um vídeo como um estudo. “Foi um grande desafio, pois as flautas tenor e baixo eram emprestadas e precisaram estudar sozinhos outras partes para gravar. Tocar sem o grupo, ouvindo um quarteto pelo fone de ouvido foi outro grande desafio, mas o desejo de tocarem juntos, mesmo que por meio de gravação superou as dificuldades”, conta Monique.

"Tocar com a turma toda foi muito gratificante, a exatidão de cada nota e afinação, aumentaram em mim o prazer de fazer música”, relata Simone Lúcia Passarini Pireli.

Ao final do mês de maio, todos fizeram suas gravações e o vídeo foi publicado no Facebook e no Instagram da Fundação Sopro Novo Yamaha. Quem quiser assisti-lo basta clicar aqui.

“No decorrer do curso eu descobri uma nova professora crescendo dentro de mim, aprendi novas técnicas de ensino, isso ajudou e melhorou 100% minhas aulas, e o resultado de tudo isso é ver um sorriso no rosto dos meus alunos felizes, contentes e dizendo pra mim: eu aprendi a respeitar, valorizar e amar a flauta doce”, descreve a aluna Thayara Anastacio Ivonic.

Formandos 2020 - preparação para a formatura em março de 2020
Seminário de prática de conjunto com Maurílio Silva

Texto: Monique Traverzim
Foto: Reprodução