Vestibular
  •  
  • Flickr
  • WhatsApp
  • linkedin
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube

Centro Universitário Campo Limpo Paulista

 

 

Fique por dentro

fique por dentro - Música

Campo Limpo Paulista 03/07/2020

Alunos de Música recebem convidado em palestra on-line

Pesquisador e professor Samuel Pontes apresentou o método Suzuki além de práticas musicais na educação básica, que ele está aplicando neste período de pandemia

A palestra ocorreu na plataforma Zoom, o convidado falou sobre dois e temas e ao final, os alunos tiraram suas dúvidas

Com o tema “Diálogos sobre educação musical: Método Suzuki e práticas na educação básica em tempos de pandemia”, o pesquisador Samuel Pontes ministrou uma palestra, através da plataforma Zoom, para os alunos de Licenciatura em Música. Ao longo da tarde de 23 de maio, dois assuntos foram discutidos: o método Suzuki, criado pelo violinista japonês Shinichi Suzuki, e as cartas da série Vita die Martis, escritas pelo convidado.

O objetivo foi discutir os fundamentos das práticas pedagógicas apresentadas a partir da ideia de que cada uma delas provém de um contexto específico, têm os seus próprios “porquês” e, por serem diferentes, produzem efeitos diversos na realidade.

Elisama Pereira dos Santos, do 5° semestre, conta sobre a importância do diálogo. “Pudemos tirar dúvidas e entender melhor sobre os temas. Foi muito inspirador conhecer o projeto das cartas que nos deixou encantados".

“Foi uma viagem fantástica ouvir as histórias de seus alunos. Foi um grande prazer te conhecer, sucesso em sua caminhada Samuel”, deseja Mara Croffi Brunelli, do 1º semestre.

Os elementos disparadores da conversa a respeito do método Suzuki foram o trailer do documentário “Suzuki: música com alegria” (2019) e alguns trechos da Dissertação de Mestrado “Diversas Lentes de Leitura do Método Suzuki: diálogos e outras experiências literárias” (Pontes, 2017), defendida no Instituto de Artes da Unesp pelo palestrante. A partir disso, foram abordados: (1) “aprender música como se fosse a língua materna” - memória, repetição e imersão em um ambiente que contém o que “deve” ser apreendido; (2) o triângulo “aluno, família e professor” - rotina, hierarquia e suporte; (3) desdobramentos e conexões - Suzuki Association of the Americas, criação de um ambiente afetivo e acolhedor para as aulas bem como aspectos relacionados à cultura japonesa.

“Gostaria de agradecer ao professor por ter compartilhado seus conhecimentos sobre a metodologia Suzuki, foi uma tarde de muito aprendizado com emoção”, afirma Edjane Pessin A. Santos, do 4º semestre.

Daniella Elisabeth Fonseca, do 5º semestre, fala sobre sua experiência na aula.“Gostei bastante do diálogo do Samuel Pontes sobre o método Suzuki, já havia feito uma pesquisa a respeito, mas ele esclareceu dúvidas e trouxe sua experiência na prática deste método”.

Na segunda parte da conversa, o tema abordado foi o contexto da educação básica a partir da discussão de uma série de cartas, assinadas por três personagens fictícias que vivem em Marte e que, por isso, não estão familiarizadas com questões culturais consideradas óbvias no “mundo” dos alunos (Pontes, 2020 - Não publicado). Essa problemática foi tratada a partir dos seguintes fundamentos, estabelecidos pelo autor dos textos: (1) estimular a imaginação a partir da ideia de uma realidade completamente diferente - relativização cultural, pensamento autônomo e compreensão da diversidade; (2) abrir uma possibilidade de diálogo - interlocução e escrita de novos textos como respostas às cartas escritas pelos alunos; (3) chamar a atenção para estímulos sonoros, visuais e de outras naturezas, presentes no nosso mundo, como forma de incentivar a reflexão, a pesquisa livre e a elaboração linguística.

“Obrigado Prof. Samuel, com certeza foi um aprendizado para todos. Parabéns pela competência e pelo grande conhecimento, com certeza é inspiração para nós alunos”, agradece Christian Sena, do 6º semestre.

“Confesso que o método de ensino que Samuel utilizou foi de uma inteligência surpreendente, levando-me para dentro da história com sensações muito reais, parabéns pela simplicidade”, diz Rodrigo Lucc do 3º semestre.

Quem tiver interesse em conhecer sua Dissertação de Mestrado “Diversas lentes de leitura do Método Suzuki: diálogos e outras experiências literárias” (2017) pode consultá-la clicando aqui, e para acessar o vídeo citado no texto, clique aqui.

Texto: Prof. Me. Samuel Campos de Ponte e Prof.ª Me. Monique Traverzim
Foto: Reprodução