Vestibular
  •  
  • Flickr
  • WhatsApp
  • linkedin
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube

Centro Universitário Campo Limpo Paulista

 

 

Fique por dentro

fique por dentro - Psicologia

Campo Limpo Paulista 24/06/2020

Alunos participam de live com abordagem psicodramática

Discussão do papel do estudante de Psicologia em tempos de crise foi discutida por meio do “teatro espontâneo”, exercitando a criatividade e espontaneidade dos discentes

A psicóloga Andrea Korps foi a convidada da noite e conduziu a live com os estudantes

Como o tema “Qual é o papel do estudante de Psicologia em tempos de crise”, Andrea Korps foi convidada para fazer uma live com uma abordagem psicodramática para os alunos da Unifaccamp, na noite de 2 de junho.

A metodologia do Psicodrama tem a intenção de contribuir com a fluidez da espontaneidade-criatividade do ser humano. Uma vez que ao longo da vida, respostas repetidas e que não estão funcionando mais são dadas.

A filosofia de Jacob Levy Moreno, criador do Psicodrama, diz que todos os seres humanos nascem espontâneos e criativos e que podem treinar isso em qualquer tempo e situação.

Aplicando essa metodologia, cada participante é convidado a treinar seu protagonista em local protegido para que quando estiver exercendo os seus papeis privados ou sociais os exerça com criatividade.

Além disso, para Jacob Levy Moreno, homens são seres sociais e de relacionamentos, sendo assim, podem vivenciar e desenvolver os papeis que desempenham ou que serão atuados no futuro através do Role-Playing.

O objetivo foi que os alunos tenham a experiência de treinar o seu papel de estudante e futuro profissional da Psicologia. Alguns foram convidados a entrar em cena no “como se fosse”, contribuindo para aguçar percepções diversas baseadas no teatro espontâneo.

No contexto dramático, é possível criar respostas novas e adequadas diante de contextos de crises. No final, todos compartilharam suas experiências para começar a organizar as ideias, os pensamentos e emoções.

Nessa partida, o grupo ajuda o indivíduo e o indivíduo ajuda o grupo, é um processo terapêutico de mão dupla que é realizado em contexto socioeducacional.

Texto: Caroline Rodrigues + Fernanda Ferracini
Foto: Reprodução