Vestibular
  •  
  • Flickr
  • WhatsApp
  • linkedin
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube

Centro Universitário Campo Limpo Paulista

 

 

Fique por dentro

fique por dentro - Institucional

Campo Limpo Paulista 08/01/2020

Conheça os dois atletas parceiros da Unifaccamp

Pitico é lutador e professor de jiu-jitsu e Nadhya é corredora de rua, ambos são apaixonados pelo que fazem e, por isso, a Unifaccamp acredita e apoia o sonho de cada um

Os dois moram em Campo Limpo Paulista e servem como inspiração de muita gente para começar no esporte

Dois atletas de diferentes esportes, mas com um ponto em comum: a história de superação. Nadhya Caroline e Antonio Pitico Lopomo são de Campo Limpo Paulista e contam com o patrocínio da Unifaccamp, fazendo assim, um incentivo à atividade física na região. Conheça a história e motivação de cada um deles abaixo.

Antonio, mais conhecido como Pitico, é lutador de jiu-jitsu desde desde 1996. Seu sonho foi despertado quando assistia às lutas de vale-tudo na televisão. Assim, descobriu o esporte e, logo no começo, com a motivação de seus treinadores entrou em seu primeiro campeonato, o Zona Oeste, do Rio de Janeiro, que tinha sete eliminatórias. Pitico venceu todas e foi campeão.

Outras conquistas foram a primeira medalha de ouro dos Jogos Abertos de Campo Limpo, 17 Campeonatos Estaduais (SP), 9 Brasileiros, 8 Mundiais, 4 Sul-Americanos e 4 Pan- Americanos. Sua recepção na cidade depois de ter conquistado o primeiro título internacional, em 2001, foi emocionante, conta o atleta. “Fui recebido pelo Corpo de Bombeiros e desfilei pelas principais avenidas da cidade em um carro aberto, Foi muito gratificante.” E nesse dia, após a pergunta de um jornalista sobre passar o seu conhecimento adiante, que ele descobriu uma paixão: dar aula sobre essa arte marcial.

No mesmo ano, o atleta da cidade abriu um espaço com 32 alunos e, desde então, está há 18 anos nesta área. Hoje, Pitico atua em um projeto dentro da prefeitura e já participou da formação de vários campeões brasileiros, estaduais e até mundiais, como Julinho e Caique, ambos têm apenas 12 anos, aponta o treinador.

Neste ano, o lutador pretende realizar treinos mais intensos para voltar a competir nesse esporte que abriu tantas portas durante sua vida. “O jiu-jitsu faz uma enorme parte da minha vida, através dele conheci amigos e pessoas queridas. Hoje, eu não consigo me imaginar sem ele.”

A parceria de Antonio com a Unifaccamp surgiu a partir de uma aula de jiu-jitsu para o Pró- Reitor Administrativo, Fernando Gentil. “Ele conheceu um pouco mais do meu trabalho, se interessou e propôs um auxílio. Realmente, sem os meus patrocinadores ficaria muito difícil mostrar o meu potencial e seguir minha carreira. Precisamos de produtos caros, tempo para treinar e muito mais. Por isso, sou muito grato a todos.”

Pitico conheceu o Jiu-Jitsu em 1996 e desde então, nunca mais parou, hoje em dia ensina outros atletas

Nadhya Caroline é corredora de rua há mais de quatro anos. Formada em Segurança de Trabalho e Engenharia Civil, a esportista começou a correr com o objetivo de emagrecer, gostou da atividade e não parou desde então.

Logo no início, a partir de uma planilha da academia para ajudar nos treinos, ela participou de uma prova da região, a Corrida dos Trabalhadores, e, com sua determinação, pegou pódio e se animou ainda mais nesta vida saudável.

Depois de um tempo interessada na prática, ela conheceu a técnica Zenaide Vieria e entrou em uma Assessoria Esportiva, focada em aprimorar seu tempo, fôlego e qualidade de vida. “Tenho problema na vista, e era difícil me encontrar em qualquer esporte. Com a corrida, acabei desenvolvendo muito bem minhas habilidades.”

Hoje em dia, Nadhya pratica quase todos os dias da semana e tem seu treino acompanhado, sempre fazendo o fortalecimento muscular de acordo com as competições que virão. “Infelizmente, por ser um esporte de impacto, acabei me lesionando, mas a atividade física me tirou da zona de conforto, sedentarismo e trabalhou o meu lado mental também.”

A atleta já foi campeã dos Jogos Regionais 2018 e 2019, a Corrida Unifaccamp em 2018, Night Run, uma corrida noturna, e a Timão Run 2018, evento promovido pelo Corinthians, time de coração de Nadhya. “Cada vitória foi importante pelo fato de eu nem imaginar que eu seria capaz de praticar esse esporte."

Em sua casa, a coleção de medalhas já passa de 100 e os troféus também não ficam para trás. Estão chegando a centenas. “Correr em outras cidades e ares sempre é um desafio para mim, mas é algo que desejo muito. Por enquanto, disputo provas na capital e interior de São Paulo.”

Como forma de preparo e cuidado, um acompanhamento com uma nutricionista especializada e fisioterapeuta são essenciais para não ocasionar complicações. “Já passei por dificuldades por causa da minha visão, minha lente é rígida devido ao meu grau, e já até perdi ela em provas, mas a minha família e amigos sempre me apoiam, além de empresas como a Unifaccamp, que acreditam em mim e me veem como exemplo.”

Nadhya começou com o objetivo de emagrecer, e hoje, tem mais de 100 medalhas e diversos prêmios na corrida de rua

Texto: Caroline Rodrigues - RA: 28162
Foto: Edvanderson Luiz