Vestibular
  •  
  • Flickr
  • WhatsApp
  • linkedin
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube

 

 

Vestibulares - Inscrições

Fique por dentro

fique por dentro - INSTITUCIONAL

Campo Limpo Paulista 18/12/2019

Unifaccamp faz V Encontro de Iniciação Científica

Diversas pesquisas foram apresentadas em forma de banner, concluindo os projetos dos mais variados temas feitos pelos alunos, e expondo o trabalho e esforço de cada um

Gustavo Freitas, sua orientadora Profa. Dra. Patrícia Martinelli e colegas prestigiando o V Encontro de Iniciação Científica

Participar do Programa de Iniciação Científica significa se dedicar cerca de dois anos para um projeto e, no encerramento, a Unifaccamp organizou o V Encontro de Iniciação Científica, que, nesta edição, ocorreu na manhã de sábado, 7 de dezembro.

Esse evento reforça a importância da formação de profissionais capacitados e engajados na região, que possam propor análises e compreensão de realidades, e com isso, gerar ações mais eficientes para soluções de problemas regionais e locais.

Patrícia Martinelli, uma das professoras orientadoras, conta que cada vez mais o mercado de trabalho tem exigido capacidades e habilidades. “O Programa de Iniciação Científica potencializa o aluno durante o processo de desenvolvimento de projetos, uma vez que eles são desafiados a identificar problemas e propor resoluções, trazendo eficiência no processo de formação.”

Durante esse período de pesquisa, os discentes são orientados a aprender de modo mais eficiente, a fazer leituras e analises com profundidade, a buscar normas e padrões para execução de seus experimentos, sejam eles sociais, laboratoriais, ou de outras categorias”.

A pesquisa de Gustavo de Freitas, do curso de Licenciatura em Geografia, tinha informações sobre riscos hidrológicos, como deslizamentos, inundações, enchentes e mais, a partir de dados obtidos junto à defesa civil municipal, organizando, classificando e identificando períodos do ano com maiores números de ocorrências de riscos, por tipo de risco e principais bairros afetados no período entre 2013 e 2017 em Francisco Morato.

Nayara Cristina com sua pesquisa sobre o Boletim de Eugenia e seu professor orientador Felipe Schadt

Texto: Caroline Rodrigues - RA: 28162 e Professora Patricia Martinelli
Foto: Reprodução