Vestibular
  •  
  • Flickr
  • WhatsApp
  • linkedin
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube

 

 

Vestibulares - Inscrições

Fique por dentro

fique por dentro - ENFERMAGEM

Campo Limpo Paulista 13/03/2019

Coordenadora tem estudo sobre finanças para idosos

Coordenadora da área da Saúde e pró-reitora de ações comunitárias da Unifaccamp, Silvia Oyama, faz pesquisa sobre as finanças de idosos; o estudo foi apresentado em seminário internacional

Palestra de Silvia Oyama, pró-reitora de extensão e ações comunitárias da Unifaccamp

A população de idosos no Brasil vem crescendo a cada ano e, como consequência, o planejamento financeiro dos brasileiros deve mudar. Esse foi o tema da pesquisa de Silvia Oyama, pró-reitora de extensão e ações comunitárias e também coordenadora dos cursos de Saúde na Unifaccamp.

O aumento da expectativa de vida da população também é uma realidade. Porém, apesar do alto número de pessoas na terceira idade, cerca da metade da população brasileira entre 40-49 anos não está preocupada em sobreviver financeiramente na aposentadoria e acredita que a sua principal fonte de renda nesta etapa da vida será proveniente do governo.

O estudo da coordenadora foi apresentado no seminário internacional Italo-Brasileiro de Formação, Pesquisa e Práticas em Saúde Coletiva (VIII Seminário Internacional do Laboratório Italo-brasileiro: Tecendo Redes e Aspirações). As bases dos dados foram os artigos em inglês e português, Scielo, Medline e Lilacs. Segundo Silvia, se organizar para o futuro é de extrema importância, já que consequentemente a renda pode diminuir e os gastos com despesas médicas aumentar.

O tema foi desenvolvido a partir da pergunta: “De quais utopias necessitamos para sustentar nossos Sistemas Públicos e Universais?”. Silvia Oyama acha o tema de extrema importância: “Apenas com um bom planejamento os idosos poderão ter um melhor gerenciamento de suas financias, não ficando dependentes de seus familiares”.

Sendo assim, atividades educativas para uma compreensão sobre o envelhecimento bem-sucedido, com estratégias que incentivem a população para a construção de um planejamento financeiro é algo necessário e para se trabalhar.

Texto: Caroline Rodrigues - RA: 28162
Foto: Reprodução