Vestibular
  • Instagram
  • Instagram
  • WhatsApp
  • linkedin
  • Instagram
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
WhatsApp

 

 

Objetivos do Programa de Iniciação Científica

PIC

A iniciação científica é uma atividade de investigação em todas as áreas do conhecimento que deve contribuir para a coesão interna, assim como, para a inserção externa, realizada por estudantes de graduação, no âmbito de projeto de pesquisa, sob orientação adequada, individual e continuada por pesquisador qualificado, que visa ao aprendizado de técnicas e métodos científicos e o desenvolvimento da mentalidade científica e da criatividade, no confronto direto com os problemas oriundos da pesquisa.

Os projetos culminam com um trabalho final avaliado e valorizado, fornecendo retorno imediato ao acadêmico bolsista, com vistas à continuidade de sua formação acadêmica, de modo particular nos programas de pós-graduação.

Objetivos do Programa

A. Em relação aos orientadores:

  1. estimular docentes a engajarem-se no processo acadêmico;
  2. estimular o aumento da produção científica dos docentes;
  3. incentivar o envolvimento de docentes em atividades de iniciação científica.

B. Em relação aos acadêmicos:

  1. . despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais, para sua participação efetiva em projetos científicos;
  2. proporcionar ao acadêmico bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos, bem como estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa;
  3. despertar uma nova mentalidade em relação às atividades científicas;
  4. preparar o estudante participante de programa de bolsa de iniciação científica para o acesso à pós-graduação;
  5. aumentar a produção acadêmica dos discentes bolsistas;
  6. proporcionar ao bolsista a aprendizagem de técnicas e métodos científicos e o estímulo ao desenvolvimento científico e da criatividade
  7. alargar os horizontes dos acadêmicos, incentivando-os a ter um olhar mais analítico-crítico sobre a realidade social que estão inseridos e da qual fazem parte;
  8. relacionar o prazer em produzir cientificamente conhecimento com o prazer de se formar como profissional, unindo competências advindas desses processos.

C. Em relação à Instituição:

  1. contribuir para a sistematização e institucionalização da iniciação científica na IES;
  2. propiciar condições institucionais para o atendimento aos projetos científicos;
  3. tornar as ações institucionais intensamente ativas e competitivas na construção do saber;
  4. possibilitar a implementação otimizada das atividades interdisciplinares;
  5. possibilitar maior integração entre a graduação e a pós-graduação;
  6. assegurar suporte qualitativo da formação profissional dos estudantes da IES.